terça-feira, 4 de outubro de 2011

Barreiras arquitectónicas

Este é um assunto muito delicado, as barreiras arquitectónicas para os deficientes físicos. Dos mais pequenos casos até grandes problemas com que estas pessoas se deparam todos os dias nas suas vidas , o que as impede e impossibilita de uma movimentação normal e sem ajudas, pela cidade. Parece que estas pessoas com problemas físicos não são considerados cidadãos o que é grave . Passamos a ver alguns casos com que nos deparamos:


Dois casos em que as calçadas não têm rampa, o que obriga os deficientes motores (cadeirantes) a movimentarem-se pela estrada , o que pode ser / é bastante perigoso e também bastante feio por toda a cidade.

 Uma concavidade depois de uma calçada. Uma pessoa com uma cadeira de rodas tem várias dificuldades em subir para o passeio; já aconteceu um deficiente motor cair de frente e machucar-se a sério neste local.



Buracos , buracos e mais buracos. Estes não só são perigosos para os deficientes motores mas também para os outros cidadãos.

Existem muitas infra-estruturas públicas,que não têm meios próprios para receber deficientes motores( rampas , elevadores...)
Para um deficiente motor se movimentar nas ruas precisa de ajuda, o que impossibilita as pessoas de se tornarem independentes de outros , ou com próprios como cadeiras motorizadas.
Detectamos inúmeras irregularidade em construções e barreiras para deficientes motores e até mesmo qualquer cidadão. Cremos que a nossa municipalidade se recorde que este grupo de pessoas com problemas físicos existem e consideramos uma necessidade premente a criação de infra-estruturas que permitam a esta faixa da nossa cidade seja também complementada.

Sugestões:

Remendar os graves desalíneos  neste campo, sem esquecer rampas, elevadores , passeios...;

Não permitir construções sem os meios necessários e infra-estruturas para beneficiar esta classe ;

Este trabalho é composto por um estudo das infra-estruturas da cidades bem como o reconhecimento dos problemas / barreiras e incluindo uma acção rápida,perspicaz e eficaz.
O direito de ir e vim é o respeito de todo Cidadão Brasileiro!

Dia 11 de outubro dia do Deficiente Fisico!